12 de maio de 2017

Autorizado: concurso Arsesp SP 2017: Edital em Breve

A empresa ARSESP - Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo, autoriza realização de novo concurso público, visando ao preenchimento de 46 vagas de analistas, fiscalização de serviços públicos e para as carreiras de especialista em regulação.

 
O Governo do Estado de São Paulo, autoriza concurso com 46 vagas para a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo. O edital do concurso Arsesp - SP deve ser publicado no 2º semestre, por meio da banca organizadora.

As oportunidades serão para as carreiras de especialista em regulação e fiscalização de serviços públicos (42 vagas) e analista de suporte à regulação (4), ambas com exigência de nível superior em áreas específicas, além de experiência de três anos em atividades relacionadas ao cargo.

Os vencimentos iniciais são de R$ 5.207 para analista e R$ 6.214 para especialista, com jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

A expectativa é que o edital de abertura do concurso Arsesp-SP seja publicado no segundo semestre deste ano.

PLANO DE CARREIRAS

As duas funções contam com plano de carreiras, composto por seis níveis. Sendo assim, os aprovados para o cargo de analista serão contemplados, posteriormente, com mais cinco reajustes, e seus ganhos passariam a ser de R$ 5.988, R$ 6886,50, R$ 7.919,50, R$ 9.107 e R$ 10.473. No caso dos especialistas, os vencimentos vão, posteriormente, para R$ 7.146,50, R$ 8.218,50, R$ 9.451, R$ 10.862 e R$ 12.499,50.

ÚLTIMO CONCURSO ARSESP realizado em 2009

Os interessados em participar do concurso Arsesp - SP já podem iniciar os estudos, com base no conteúdo programático da última seleção para as carreiras, realizada em 2009. A banca organizadora foi a Fundação Vunesp.

Os candidatos foram submetidos a uma prova de conhecimentos gerais com 40 questões e uma redação, no período da manhã. A prova de conhecimentos específicos com 30 questões ocorreu no período da tarde.

Em conhecimentos gerais, as questões abordadas foram sobre Língua Portuguesa (12), Matemática (5), Raciocínio Lógico (5), Noções de Direito Constitucional (4), Noções de Direito Administrativo (3), Atualidades (3), Noções de Informática (3) e Língua Inglesa (5).

O processo seletivo possibilitava a escolha do conteúdo programático da prova de conhecimentos específicos, de acordo com a área que pretendiam atuar. O candidato ao cargo de especialista devia escolher 2 das 4 opções oferecidas: conhecimentos técnicos do setor elétrico e regulação dos serviços de energia, conhecimentos técnicos sobre o setor de distribuição de gás canalizado e sua regulação, conhecimentos técnicos sobre o setor de distribuição de gás canalizado e sua regulação e conhecimentos técnicos sobre economia e regulação.

Já os analistas podiam escolher 3 das 5 opções, sendo elas: administração geral e contratações, tecnologia da informação, orçamento público e finanças, recursos humanos e planejamento, e comunicação e relacionamento com os usuários.

Para a classificação final no concurso, também foram considerados títulos, com limite de 15 pontos.

FONTE: Central de Concursos.

Postagens Recomendadas × +